Marcos Guerra

É formado em Artes Plásticas, pela UFRN;


Em 2009, fundou editora própria para lançar histórias em quadrinhos, mais tarde, tornando-a numa loja dedicada a publicações do gênero;


Fez cenografia de ópera, foi professor de inglês, trabalhou em livrarias, ilustrou livros, mexeu com teatro, poesia e roteiros de videogame;


Produziu títulos como “O Auto da Catingueira em quadrinhos” e “Lampião na Terra dos Santos Valentes”, tendo recebido a "Comenda do Mérito Folclorista Prof Deífilo Gurgel", concedida pela Câmara Municipal de Natal, em 2015;


Organiza, no momento, diversos projetos, como o Quadrinho “Tribo dos Nomes”, além de trabalhar como roteirista e ilustrador.