Aureliano

Aureliano faz quadrinhos autobiográficos para a página "Oi, aure" (facebook e instagram) sobre saúde mental, corpo e cotidiano desde 2015.


Foi editor na Tribo, editora que publicou o seu primeiro livro, o romance "Madame Xanadu". Publicou em 2017 "Mercúrio Cromo", pela Editora Lote 42 (SP), uma coletânea dos trabalhos desenvolvidos anteriormente para a internet.


De forma independente, desenvolveu os zines Sobrepeso, Elevador, Conexão e Até mais ver, além de outras publicações mais elaboradas que não sabe nomear tão bem, como o caso do Glitch, que resolveu chamar mesmo de zine. É jornalista por formação e mora em Natal.